Algumas franquias que foram criadas nos anos 80 e início dos anos 90 se mantêm vivas e com um grande peso atualmente. Parte delas soube aproveitar o período de transição do 2D para o 3D trazendo novos conceitos, e com isso estabelecendo novos alicerces para seus futuros jogos.

Mario e Zelda não só se mantiveram relevantes com as mudanças, como também revolucionaram toda a indústria. Metal Gear também conseguiu se dar muito bem com a troca para os ambientes tridimensionais e hoje é um dos grandes nomes desse mercado. Já Sonic, meio atrasado e com tropeços, conseguiu criar uma base em Sonic Adventure para seus projetos futuros.

Não podemos  esquecer dos que tentaram e falharam, como: Final Fight, Earthworm Jim e Golden Axe, porém Streets of Rage não teve nem o luxo de se arriscar.

É claro, houveram tentativas de trazer Axel Stone para o mundo poligonal, mas nenhum desses projetos foi lançado. O mais próximo que temos de um Streets of Rage em 3D é Fighting Force, que inicialmente faria parte da franquia, mas por conta de desavenças entre Sega e Core Design, ele teve que sofrer mudanças.

Ainda sim, Streets of Rage 4 finalmente foi lançado em 2020, porém no tradicional 2D. O incrível trabalho da Lizardcube e Guard Crush ,que trouxe grandes novidades aliados à nostalgia, me deu ainda mais vontade de ver Blaze feita em poligonos quebrando tudo.

O Streets of Rage canlado da Ruffian Games

A pergunta que fica é: como fazer isso? Bem… se tratando de um produto de mídia, é quase impossível alguém ter a resposta correta, porém temos liberdade de palpitar.

Quando se fala em reimaginar franquias antigas muita gente já pensa em mundo aberto, sistema de moralidade, roubar carros, poder fazer a barba e etc… Tirando a moralidade, não consigo ver um Streets of Rage com essas características. O ideal seria fazer algo parecido com Devil May Cry e Bayonetta, mas menos excêntrico.

Ele poderia ser dividido em atos, com cada um tendo seu chefe e no término receberíamos uma pontuação pelo nosso desempenho. Se deu certo no jogo mais recente, acho que cairia como uma luva nesse nosso projeto imaginário.

God Hand é outra boa fonte de inspiração

A parte mais delicada é o combate. Por se tratar de um beat and up e não um hack and slash, muitos já pensam em algo mais realista, inclusive um dos projetos cancelados era justamente assim. O que o quarto capítulo da franquia me mostrou é que dá para fazer algo mais exagerado cheio de combos e habilidades especiais.

Sobre o tom? Bem, Streets of Rage respira os anos 90, então nada melhor que todo o jogo refletir a essência dessa época, seja nas vestimentas, músicas e até mesmo nos efeitos visuais. O nosso jogo tem que ter alma desta década.

Melhorias de personagem, como: aumento de barra de vida, novas habilidades, aumento de força e etc… poderia ser de pontos. No intervalo das fases ou em algum local do mapa, o jogador poderia comprar as melhorias com os pontos adquiridos.

Jogos que seguem esse estilo são curtos, então para poder valorizar ainda mais o fator replay, seria legal ter mais de um personagem jogável, de preferência três (Axel, Blaze e mais alguém). Seria interessante se tivesse outros personagens e até mesmo skins para serem desbloqueadas no decorrer da campanha ou em desafios secretos nas fases.

Bem, é isso que eu gostaria de ver em um jogo grande de Streets of Rage. Dificilmente a Sega gastaria seu dinheiro para fazer esse meu humilde sonho acontecer. Mas, imagina só um trabalho desse feito pela Platinum Games de Bayonetta e Metal Gear Rising ou pela Team Ninja de Ninja Gaiden? Sonhar não custa nada.



Já que leu até aqui, aproveite e conheça o nosso canal no Youtube. Lá estamos sempre comentando os principais acontecimentos do mundo dos jogos, trazendo conteúdos exclusivos e muito mais. Estamos também no Facebook e Twitter.

Precisando de um redator? Acabou de encontrar. Mande um direct lá no meu Twitter pessoal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s