Por Ronald Junior

Marvel’s Avengers parecia um sonho quando foi revelado lá em 2017. Era incrível imaginar que estava para sair um jogo dos Vingadores em um período pós Batman Arkham, ainda mais com a Crystal Dynamics, responsável pelo reboot de Tomb Raider, envolvida no projeto.

A minha expectativa estava altíssima, mas tudo mudou após aquele trailer da E3 2019 e a notícia de que ele seria um jogo como serviço. Não só eu, mas uma multidão torceu o nariz para esse jogo. A situação ficou ainda pior com o lançamento problemático. Depois de quase um ano de lançamento e ter ficado de graça durante um final de semana, assim como muitos, fui ver se ele era tão ruim quando eu imaginava. Digo a vocês que me surpreendi.

Eu fiquei horas trancado no quarto jogando. O jogo me prendeu te uma tal maneira que em dois dias eu completei a história principal e as duas adicionais. É difícil para um ser humano admitir seu erro, mas tenho que reconhecer que julguei mal Marvel’s Avengers, e que ele é um ótimo jogo.

Jogo ótimo, mas não memorável

Ainda que eu rasgue elogios a sua gameplay, a história principal e até mesmo aos gráficos que são lindos, não dá para esconder a minha tristeza pelo seu formato. Eu diria que Marvel’s Avengers é um bom jogo como serviço. Você compra o game base e vai recebendo atualizações de história.

Existem skins que podem ser compradas com dinheiro real, mas elas são apenas cosméticas. O grande problema fica para a estrutura das missões. Elas são do tipo: Derrote horda de inimigos, destrua certos objetos e domine certo território. Não é chato, eu fiquei horas jogando sozinho sem enjoar. Porém, quando você imagina um game triplo A dos Vingadores, não é um jogo como serviço com missões repetitivas que vem a sua cabeça. Com certeza você imagina algo mais focado na história.

Mesmo preferindo uma experiência sigleplayer tradicional, não posso negar que me diverti muito nessas horas que passei jogando. Ainda que não seja o meu jogo dos sonhos, ele cumpriu a tarefa de me prender durante horas e esquecer o que se passava no mundo lá fora.

Nunca imaginei que diria isso, mas Marvel’s Avengers é um ótimo jogo. Ele pode até não ser memorável, mas ainda sim é umótimo game.

Essa situação reforçou que nós não podemos simplesmente julgar um jogo que nunca jogamos. Vídeos de gameplay mostrando bastante de um jogo, mas ainda assim não é jogar. A experiência com o game em mãos é diferente de ver apenas um vídeo.

Não quero incentivar vocês a comprarem qualquer jogo aparentemente ruim só para tirar suas próprias conclusões, mas não custa nada testar em um final de semana grátis ou quando disponível no Game Pass.

Já aconteceu isso com vocês? De gostar de um jogo que você já criticou? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s